O Futuro de Java

Interessante post de Eric Bruno sobre o futuro de Java como plataforma e linguagem de programação. O post original pode ser visto aqui. Um dado curioso extraído do texto é sobre a quantidade de linguagens dinâmicas que atualmente utilizam a JVM para rodar. A lista inclui Rexx, Ruby, JavaScript, Python, PHP, Groovy, Clojure e Scala.A justificativa para esse movimento é a melhora sensível na execução das aplicações através de recursos como os compiladores Just-In-Time da plataforma.

Apesar de muita gente nos últimos meses ter começado a fuçar outras linguagens em substituição a Java (eu me incluo nesse meio), a linguagem ainda é a mais utilizada pelos desenvolvedores, com mais de nove milhões deles construindo aplicações para as mais variadas plataformas e dispositivos. Um fato que assustou a comunidade Java foi a recente compra da Sun pela Oracle e as incertezas no futuro da plataforma geradas pela aquisição. Os caras da Oracle se comprometeram a manter o Java Community Process como o fórum de discussão e evolução da plataforma e adiantaram ainda que a nova versão (chamada provisoriamente de Java 7) trará algumas mudanças significativas, incluindo a modularização da JVM, o suporte nativo à outras linguagens e melhorias no suporte ao processamento com vários núcleos. A integração da JVM com o JRockit da BEA levará a criação de um novo mecanismo de garbage collection, trazendo alguns benefícios adicionais de performance para as aplicações.

Eric também prevê que o sofrimento atual dos desenvolvedores de aplicações para web na criação de interfaces com o usuário, deverá  ser amenizado quando ocorrer a evolução natural das novas versões de JavaFX. Confesso que não me animei muito em estudar essa nova API, e atualmente estou estudando e desenvolvendo uma pequena aplicação com o Vaadin, um framework criado como uma extensão dos componentes de GWT. Assim que a aplicação entrar no ar, eu divulgarei a URL para vocês acessarem.